Buscar
  • Histeroclinic

O que você sabe sobre Histeroscopia Cirúrgica?

A Histeroscopia moderna foi introduzida na medicina há mais de 100 anos, e desde então vem sofrendo inovações para facilitar a manipulação dentro da cavidade uterina. Durante a década de 1980, o uso do histeroscópio como ferramenta terapêutica ganhou mais notoriedade e passou a ser mais utilizada.




Hoje em dia, a histeroscopia (que significa: “olhar dentro do útero”) ganhou inúmeras utilidades e grande parte das doenças uterinas, podem ser identificadas e até mesmo tratadas via Histeroscopia Cirúrgica. Mas afinal, você sabe o que é a Histeroscopia Cirúrgica e qual é a sua finalidade? Leia este ARTIGO e descubra os motivos que levaram os modernos procedimentos histeroscópicos substituírem abordagens terapêuticas mais invasivas!


Conheça a Histeroscopia Cirúrgica

A Histeroscopia Cirúrgica é um procedimento ginecológico minimamente invasivo, em que é utilizado um histeroscópio, instrumento que possui um sistema óptico e câmera com iluminação, tanto para o exame visual da cavidade uterina, quanto para garantir maior precisão na intervenção cirúrgica, quando for o caso.


Com o tempo, os instrumentos gi evoluíram progressivamente e passaram a utilizar equipamentos de vídeo digital, que atualmente permitem a realização da técnica de uma forma mais eficaz e menos invasiva. A introdução de histeroscópios de menor diâmetro, por exemplo, permitiu que a Histeroscopia Cirúrgica se tornasse um procedimento passível de realização em consultório.


Conheça também a importância da Histeroscopia Diagnóstica e Ambulatorial para a saúde feminina.


Quando a Histeroscopia Cirúrgica é indicada?

Este método analisa a cavidade uterina e, geralmente, é indicado após a constatação de alterações em exames de imagem, como ultrassom transvaginal, ressonância de pelve ou histeroscopia diagnóstica. Desta forma, a Histeroscopia Cirúrgica é indicada para:


· Extração de pólipos uterinos;

· Remoção de miomas submucosos;

· Correção de malformações da cavidade do útero;

· Realização de biópsias direcionadas;

· Ablação endometrial (laser ou eletrocirurgia);

· Tratamento do espessamento do endométrio e aderências do útero;

· Remoção de DIU (Dispositivo Intrauterino) perdido e outros corpos estranhos.

Vale lembrar que a Histeroscopia Cirúrgica é contraindicada para gestantes e mulheres que tenham câncer do colo do útero ou doença inflamatória pélvica.


A Histeroscopia Cirúrgica dói muito?

Como falamos, a Histeroscopia Cirúrgica tem evoluído e se tornado cada vez menos invasiva. Outro ponto importante é que o procedimento é realizado com anestesia, porém a anestesia escolhida dependerá do tipo de intervenção a ser realizada.


Como devo me preparar?

Antes da realização da Histeroscopia Cirúrgica é necessário adotar alguns cuidados, que consistem em:


· Relatar uso diário de medicamentos;

· Não pode estar com sangramento vaginal;

· Atenção ao período de jejum antes da cirurgia.


Pós-operatório

Por ser minimamente invasivo, normalmente, o pós-operatório da Histeroscopia Cirúrgica é tranquilo. Após o efeito da anestesia, a paciente deve ficar em observação de 30 minutos a uma hora, e quando não sentir mais qualquer tipo de desconforto, deverá ser liberada. Lembrando que, dependendo do quadro, há pacientes que ficam internadas por até 24 horas.


A recuperação da Histeroscopia Cirúrgica costuma ser imediata, entretanto não é incomum que a paciente sinta um pouco de dor, semelhante à cólica menstrual nos primeiros dias, podendo também ocorrer sangramento, que muitas vezes se prolongam por semanas ou até à menstruação seguinte.


Gostou desse conteúdo? Compartilhe com outras pessoas! Caso tenha dúvidas sobre o procedimento, agende sua consulta na Histeroclinic. Possuímos o que há de mais moderno em material para histeroscopia, integrando a versatilidade da Histeroscopia Diagnóstica com a resolutividade da Histeroscopia Cirúrgica, de maneira prática e segura.


A equipe especialista da Histeroclinic realiza o conceito de Office Hysteroscopy (Histeroscopia Ambulatorial), em que a maioria das patologias uterinas é tratada em ambiente ambulatorial (See and Treat), sem a necessidade de anestesia ou internação hospitalar, com retorno imediato às atividades diárias.

Referências

Operative Hysteroscopy

https://emedicine.medscape.com/article/1848467-overview

Operative Hysteroscopy

https://www.glowm.com/section_view/heading/Operative%20Hysteroscopy/item/86

Histeroscopia Cirúrgica

https://www.ibrra.com.br/histeroscopia-cirurgica-o-que-e/

Histeroscopia Cirúrgica

https://www.tuasaude.com/histeroscopia-cirurgica/

Tags: #histeroscopia, #histeroscopiaemsp, #hsteroscopiacirurgica

411 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo