Buscar
  • Histeroclinic

Hidrossalpinge: já ouviu falar?

Trata-se de uma condição em que a trompa de Falópio encontra-se bloqueada, preenchida com líquido seroso ou claro. Ela surge em consequência de uma infecção nas trompas que pode ter sido provocada por diferentes razões, uma delas e a mais comum é a clamídia, uma doença sexualmente transmissível que normalmente não produz sintomas, mas pode levar a uma doença inflamatória pélvica.



A consequência deste problema, em geral é a não gravidez normal no útero. Pode vir a acontecer nas trompas, a chamada “gravidez ectópica ou gravidez tubária”, o que pode pôr em perigo a vida da gestante. Por isto, a necessidade de um acompanhamento profissional diante deste quadro.

A hidrossalpinge pode ser evitada com medidas para reduzir as doenças inflamatórias pélvicas, principalmente as doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Além disso, como a hidrossalpinge é, em alguns casos, uma sequela de uma infecção pélvica, o tratamento profilático com antibióticos pode ser uma maneira de prevenção.

Ficou com dúvidas?

Consulte um de nossos profissionais.


Tags: #ginecologia #histeroscopia #Diu #polipoendometrial #mioma #endometriose #infertilidade #hysteroscopy #hidrossalpinge

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo