Buscar
  • Histeroclinic

Diagnosticando a Endometriose

Quanto antes se confirma a doença, maiores são as chances de se tratar adequadamente e buscar novamente a qualidade de vida, sem dores e indisposição.



Porém, a endometriose pode demorar a ser diagnosticada: ela pode facilmente ser confundida com outras condições, causando mais ansiedade e apreensão na mulher. De fato, ela se “instala” no organismo de forma bastante sútil, o que dificulta inicialmente sua identificação e, em uma segunda etapa, sua confirmação.

Há inclusive relatos de pacientes que não apresentaram nenhum sintoma sequer, atrasando ainda mais o diagnóstico. Ela consegue ganhar espaço no organismo sem deixar rastros.

Principais sintomas:

Cólicas intensas durante o período menstrual, dores durante a relação sexual, dificuldade ou dor para urinar ou evacuar, inchaço abdominal.

A paciente com sintomas também não está livre de esperar um bom tempo pela confirmação da endometriose. Isso porque os sintomas aqui descritos são bem genéricos, e podem facilmente ser confundidos com outras doenças.

A cólica ou a dor pélvica muitas vezes são consideradas normais do período menstrual. É comum ouvirmos que “ter cólicas menstruais é normal”. As alterações para urinar ou evacuar acabam assimiladas a algo pontual, causado por má alimentação, cansaço ou outra atividade fora da rotina que a paciente tenha vivido. Ainda, as dores na relação sexual são confundidas com falta de lubrificação vaginal. Não podemos deixar de citar que existe o risco de infertilidade nas pacientes que possuem endometriose.

O primeiro passo é procurar um especialista 👨⚕ para obter o diagnóstico preciso da endometriose, após essa etapa, será definida a melhor forma de tratamento!

Ficou com dúvidas?

Consulte um de nossos profissionais.


Tags: #ginecologia #histeroscopia #Diu #polipoendometrial #mioma #endometriose #infertilidade #hysteroscopy #giagnosticoendometriose #endometriose #endometrio

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo